Reduzindo o custo da secagem de grãos

Um novo sistema de secagem de grãos de “circuito fechado”, usando trocadores de calor da Bowman, reduziu significativamente os custos de energia e melhorou a eficiência na Finlândia.

No que se acredita ser o primeiro do mundo, um trocador de calor de gases de escape da Bowman ajudou um novo sistema de recuperação de calor de “circuito fechado” a reduzir drasticamente a quantidade de energia utilizada e emissões produzidas durante o processo de secagem de grãos em uma fazenda na Finlândia.

Secagem de grãos por bomba de calor de fonte de ar movida a dieselA secagem é uma parte essencial do processo de produção de grãos na Finlândia, pois eles devem ser secos após a colheita para reduzir seu teor de umidade antes do armazenamento. Grandes secadores sopram ar quente através do grão, geralmente através de um queimador de óleo ou gás, e os custos de energia envolvidos são significativos e afetam diretamente os custos de produção de alimentos.

Durante o processo de secagem, o ar quente, que passou pelo grão, escapa para a atmosfera externa, em um ciclo de “perda total”. Normalmente este ar de evacuado ainda tem uma temperatura de 35 °C, então perde-se uma fonte de energia valiosa. Leva até 24 horas para atingir o nível de umidade necessário em um lote de grãos de 30 toneladas e como a estação de secagem pode durar até 2 meses, o processo pode consumir entre 25 000 e 40 000 litros de óleo, o que é uma parte significativa dos custos operacionais das fazendas.

O novo sistema funciona recuperando uma grande parte do ar quente evacuado que é tradicionalmente expelido do secador de grãos da fazenda. Quaisquer contaminantes e restos de grãos são removidos antes de o ar “limpo” ser recirculado através do trocador de calor de gases de escape da Bowman, onde é aquecido de volta até 65 °C.

O sistema de cogeração foi configurado para recuperar a energia térmica de metade do ar evacuado que normalmente iria para a atmosfera. No primeiro ano de operação, reduziu o consumo de óleo combustível da fazenda pela metade, economizando cerca de 18 000 litros de combustível e reduzindo pela metade suas emissões de CO2!

O sistema foi projetado para operar com temperaturas do ar externas entre -5 °C e +30 °C – as temperaturas típicas do ar externo na estação de secagem nórdica – e pode ser facilmente adaptado para sistemas de secagem de grãos existentes, bem como novas instalações.